Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

O homem se faz...

O homem se faz tamanho
Cada dia que a hora corre
Seu figurino é vestir suas verdades de um tempo a outro
O homem se faz espanto
Quando de repente seu amigo mais vaidoso
Se dá conta de que o cansaço
Já está refletido em seus olhos brilhantes
Uma canção para morder as páginas desbotadas
Um sorriso pra comemorar os suvenires de uma alvorada,
Talvez passada, talvez iminente,
Com a certeza mais debochada
Que só faz sentir que vale mais a pena
Por outras horas mais ou menos cansadas
Mas não menos almejadas que é estar aqui
O homem se faz...

Arquivo do blog