Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

domingo, 7 de junho de 2009

Tapeçaria

Toda vez chega procurando,
arranhando desassossego pelos cantos.
Agora deita sua pressa em ir embora
atirando pela janela algum olhar de desencontro
onde seu sabor é mesmo
um vestido rodado, despistando o pensamento
para além de um querer.
Mas, é ficar sentada observando
as figuras que se desenham num riso de amanhã,
que mais gosta de fazer.
Uma nota de rodapé: a beleza não precisa de ornamentos.

5 comentários:

Mai disse...

É verdade a beleza dispensa adornos, acessórios, adereços.
Quem é linda, simplesmente é.

Beijos, querido.
Fica bem

Mai

Tem texto novo.

Helô Müller disse...

Que lindo !! A beleza brota da simplicidade ... Concordo !!
Uma semana cheia de beleza procê !
Helô

paula barros disse...

As vezes penso o que nos encanta passa a ser belo. E muitas vezes não sei como vai se chegando essse encanto. Esse roçar na alma, se enroscando e trazendo boas sensações.

abraoçs, bom dia!

Sam disse...

É, a beleza não precisa mesmo de ornamentos. Muito menos de palavras.

Se consegue senti-la e enxergá-la até onde a a maioria insiste em dizer que não está ali... sinta-se privilegiado.

A beleza das simplicidades diárias e da vida, de nada adiantam estar no mundo se não estiverem nos olhos de quem as vê e no coração pra se sentir.

"Quem não entende um olhar, tão pouco compreenderá uma longa explicação"

Abraços, flores e estrelas...

freefun0616 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.

Arquivo do blog