Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Poeminha essencial

E o que conta mesmo é que, de tardinha,
depois de tantos “bons dias” pela manhã,
de tantos sorrisos desenhados, sonolentos e obsoletos,
fica apenas alguns poucos que se encontram
impregnados em nossa roupa,
e ficaram estampados de amassado
num abraço que, mesmo que não tenha sido dado,
foi sentido pela tênue verdade transmitida num olhar.

10 comentários:

Sam disse...

Tenho certeza de que foi um dos melhores e maiores abraços.

Beijos eternos, meu amor!

Improvisos de um louco disse...

Gostei!

IdéiAs nO LiqUidiFicaDor!!! disse...

Nada como um abraço pra nos dá
a certeza de que não estamos sós!

bjinn

Cris Animal disse...

Entre tantos, se fica um é o essencial. Que fique o verdadeiro, o que realmente foi dirigido ao coração. De todos, que fique um, mas que fique o melhor.....rs
beijo grande
..................Cris Animal

Avassaladora disse...

Marcio, esses que ficam...impregnados de algo que só deixa saudade!
Esses são os que matam...rs

Beijos avassaladores!

Mai disse...

Oi meu bem.
Gostei de imeginar ao sorriso amarelo, o sorriso obsoleto...

É um sorriso que já deixou de ser...
Porque não quis.
Então, abraça. Ou sorri banguela e diferente do amarelo...

Poeminha?
Tem a tua assinatura é O POEMA.

Beijos,

Mai

Jaquelyne disse...

Sinto falta de um abraço assim...
Meus braçços vivem vazio-sem-fim...

Lindo!

Grande abraço=*

Jaquelyne disse...

Sinto falta de um abraço assim...
Meus braçços vivem vazio-sem-fim...

Lindo!

Grande abraço=*

€sterança disse...

Oi amigo!!

Estou passando nos blogues amigos para convidá-los a participar da Blogagem Coletiva sobre “INCLUSÃO SOCIAL” que acontecerá no próximo dia 09/03/2009.

Ficarei muito feliz de poder contar com sua participação!
Se for participar, por gentileza, deixe um recado no blog Esterança.

Desde já, muito grata!

Ester

freefun0616 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.

Arquivo do blog