Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Igual

No silêncio de duas vozes
apenas o grito de dois corpos.
Do lado de lá e de cá,
a tênue manifestação
de se preencher - olfato
percebendo na respiração,
o sublime de sentir
sem nenhuma palavra
esse enlevo de nós dois...

Um comentário:

Fernand's disse...

um a extensão do outro.

Arquivo do blog