Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Arremedo

Largo é o tempo que,
sem demora, cobre a nódoa
assentada nas pedras
com a película
da cólera impensada.

Vento lento e desvairado
vem sem arremedo
descortinar
o chão de folhas
que espalhou
com sua ingratidão...

Um comentário:

Adriana Karnal disse...

Marcio,
todo teu blog é muito bom.tua poesia é sem demora.

Arquivo do blog