Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

domingo, 18 de julho de 2010

saciedade

em dias assim
no hemisfério sul de mim
a concupiscência
dessas pernas
é que me decreta
a fome e o prato
no trato deselegante
que tenho com
as palavras...
no fim, saciedade

3 comentários:

Sam disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliana. disse...

Saciar a vontade de colocar em letras os sentidos impregnados em cada parte do corpo e juntar-se mais ao tempo, que traz a devida forma e inspiração para os versos se formarem!
Otimo Márcio!
Um abraço!

Mai disse...

Há um desejo e uma fome que nada sacia.

Hemisfério sul seria outro nome possível para esse poema.

beijos, poeta.

Arquivo do blog