Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

terça-feira, 23 de novembro de 2010

das coisas que sei

sei que eu não tenho
o mapa da alma
das mulheres,
nem o segredo
dos sonhos mais concretos...
sei que a dor não
é amenizada por
algodão doce,
nem é feita de inferências,
mas meu corpo também
não é feito de oportunidades,
nem minha alma é feita
de salva guarda de saudades
alheias...

4 comentários:

valeria guimaraes disse...

Adoro suas poesias todas elas...e vc tb é claro...
beijinhos

nydia bonetti disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
nydia bonetti disse...

ninguém tem mapa de nada e de ninguém. eu acho... porque ao certo não sei mesmo nada. bom te ler, Márcio. bjos!

Mai disse...

Mas mesmo sem mapas ou bússulas ou bulas, inúmeras vezes você me trouxe uma palavra, teceu palavras que muito me aqueceram.

Talvez você saiba disto, talvez não...

O que importa é esta sua sensibilidade que sempre me encanta.

por isto te deixo meu abraço, meu carinho, minha amizade e gratidão.
Sempre, sempre, sempre estarei por aqui.

beijos, amigo querido

fica bem!

Arquivo do blog