Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

ao poema

quero que teu verso seja lema,
um estojo perfeito
que guarda agora,
o dilema, o tema que meu peito,
estrada de ida, janela que me leva embora
para o olhar sem jeito
do seu universo
e, como verso,
na falida experiência de um poeta,
dançar a palavra na liberdade
de amar, disfarça o receio de um encontro.

Um comentário:

Lara Amaral disse...

Sua poesia carrega melodias prontas, e canta!

Beijo.

Arquivo do blog