Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

terça-feira, 7 de setembro de 2010

fome

e é o pão a cura
que procuras
para a insônia
desse estômago
que jaz calado

e essa boca
que mastiga verbo
vomita reticências

desenfreada frase
salivando os dedos
nesse teclado

sacia agora de texto
o endereço desse
olhar cheio de miopia

- apreciar o ócio
das horas vírgens

4 comentários:

Sam disse...

Hummm, faminta essa sua vontade de demorar...

algumas fomes fazem bem!

Beijos

Mai disse...

É a terra. "afagar a terra, conhecer os desejos da terra..."
é o trigo, é o pão, são as fomes. "Cio da terra propícia estação e fecundar o chão..."

imenso abraço

Domingos Barroso disse...

O corpo: os objetos.
Enquanto a alma vaga
buscando a memória do silêncio.

Forte abraço,
meu camarada.

Marcio Nicolau disse...

insaciável?

Arquivo do blog