Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

domingo, 14 de março de 2010

Solidariedade

Abre agora a mão espalmada no tempo,
a mão que é abrigo, cinco apontamentos:

pelo vazio da noite cambaleia uma ciranda,
a esperança deitada e coberta de teto
e estrela e vento...

A idade madura é uma surra nos pretéritos
que acende os olhos para além do muro branco,

tinha cimento e grade, tinha a fome e o espírito,
tinha o hálito morno, a boca seca, os olhos úmidos...

Mas há ainda a mão e suas metáforas,
suas letras e profecias, seus dedos únicos...

Uma mão sozinha é apenas uma mão
adormecida na atmosfera do invisível
que, fechada, reconhece apenas o frio
enclausurado entre seus dedos.

Entretanto, uma mão aberta e esticada
em cumprimento, no aperto das boas vindas,
no acolhimento, no abrigo do abraço,

uma mão entrelaçada no calor de outras mãos,
deixa de ser somente uma mão:
é agora uma ciranda de amigos
e o grito entalado, o choro embargado

a composição de uma colcha feita apenas
de retalhos num mosaico
que é laço, que é futuro,

uma flor desabrochada no asfalto cru da cidade:
uma brisa leve, o afeto esquecido, solidariedade...
cinco pétalas esperançadas, cinco dedos,
mil mãos dadas, uma voz, um signo: solidariedade...

6 comentários:

Sam disse...

É, querido!
Seu poema me fez refletir que aqui, onde estou agora éum lugar repleto de oportunidades de se estender as mãos. de abrigar, acolher.

E aqui, longe, no trabalho.... senti vontade de juntar minha mão na sua... e caminhar.

Juntar as tardes com as noites, sei lá... ser uma singularidade!

Aceita?

Beijo meu anjo!

Sentimentalidades-Todas disse...

"uma mão entrelaçada no calor de outra mão...."

Isso foi alentador, assim como foi seu comentário-poema, deixado no Sentimentalidades.Você acertou encheio!

Abraços
Mônica

Lílian Alcântara disse...

perfecto!

Sonia Schmorantz disse...

Muito bonito este poema também!
Um abraço, ótima semana

Mai disse...

Ah! Meu amigo, eu precisava abrir mão, abrir a mão, encontrar mãos e encontrei teu poema. Você é muito e este poema é perfeito!
Imenso abraço poetamigo.

Fabricante de Sonhos disse...

Uma reflexão poética lindíssima e cheia de verdades...
Encantando sempre com palavras, meu amigo.
Tenha uma ótima semana!
Beijokas!
www.twitter.com/millaborges

Arquivo do blog