Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

quinta-feira, 18 de março de 2010

o vôo das Borboletas


em algum momento andaremos com os nossos olhos baixos
visualizando o quanto é áspero o chão que pisamos
e ouviremos os berros de alguém dizer que não
sabemos olhar o lado real que um dobrão de ouro pode comprar
e alguns de nós nos seduziremos e compraremos a felicidade
numa cadeira de escritório a ouvir os ditames do chefe
mas alguns de nós sofreremos por não nos encaixarmos
nesses valores de dobrão de ouro e pintaremos
o nosso futuro com os sonhos esperançosos
de um vôo de borboleta

3 comentários:

Mai disse...

E que jamais deixemos de colorir os versos, de libertar palavras e além dos sonhos, sonhar.

Beijos, Márcio

Katrina disse...

Somente elas sabem o que é ser livre

Lílian Alcântara disse...

Há palavras que valem um poema, há versos que valem um livro "em algum momento andaremos com os nossos olhos baixos" é um destes versos

Arquivo do blog