Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Espera

Quando o instante seguinte
é um vazio, é quando sinto frio.
E para me calar, a madrugada
do meu sorrir é uma espera
que só termina quando me diz: cheguei.
Porque devagar meus olhos aguardam
o sinal abrindo as portas
desse palco...
É um sorriso desacortinado
que renasce para mais um amanhã...

3 comentários:

Lídia Borges disse...

Esperar em cada madrugada o despertar dos rios na correnteza dos sorrisos...

Um beijo

Katrina disse...

e para a vida

Júlio Machado disse...

Todos esperamos uma sentença melhor no amanhã.
Abraços!

Arquivo do blog