Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Viagem

estou voltando para mim

voando baixo pelo teto da minha serenidade

estou fugindo de estardalhaço

fazendo laço com o que preciso entender

estou esquecendo que já chorei

que já machuquei meu coração com teimosias

com estripulias rasgadas e frias

estou perecendo por não desejar teus suvenires

que te vestem dia após dia na estrada escorregadia

que caminhas sem perceber

estou querendo me encontrar no botão de uma rosa

e fazer prosa com um colibri de estação

estou sendo este vão que se abre

entre a distância de um abraço inesperado

entre as ondas de um mar bem desmanchado

Arquivo do blog