Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Quem adquire um ano...

Quem adquire um ano,
na primazia da primavera,
no solstício do outono,
no idílio do inverno
ou no crepúsculo do verão,
adquire a solicitude,
adquire a única certeza
de que vivemos
como um preâmbulo
de crescer,
de que somos uma criança
reinando eternamente
num corpo de adulto
que fenece e fana
nesses anos que se vão.
Quem adquire um ano,
reconcilia com si mesmo
e se desprende da pressa,
se enlaça com o viver.
Quem adquire um ano,
adquire uma história
que fica gravada para sempre
na página em branco,
que um dia,
chamamos de futuro.

4 comentários:

Sam disse...

E é de ano em ano que se adquire sabedoria, conhecimento que não se aprende nos livros, nas carteiras das salas de aula...

Os passos e percalços são nossos melhores professores, no coração se rabisca, reescreve lições e se aprende todos os dias que o compartilhar está mesmo naqueles gestos onde o que mais vale.... é o sorriso que se desprende depois e permanece.... apesar dos anos!

Feliz Aniversário, meu querido!

Abraço apertado, demorado e perfumado...
Samara

Mai disse...

Então voltei prá te desejar tudo que de melhor houver. És um homem raro, Márcio. Porque dizem que o mundo nético é 'povoado' de ilusórios, de mentes vãs e solitárias. É possível, então sou privilegiada porque encontrei os melhores, dentre estes, tu. Feliz tudo, feliz aniversário e vida, plena de sabedoria e realizações.

Parabéns! E obrigada por seres este @migo maior que muitos amigos. Abraço, sorriso e um beijo pelo teu aniversário, Márcio.

Dauri Batisti disse...

Primavera, era
outono, o ano
verão, virou mais um,
(in)
ver
no azul
do céu o sol,
Viver.

Se é aniversário, então, o que dizer: PAZ SAUDE AMOR DNHEIRO, por ai.


Um abraço.

Beatriz disse...

que teus anos te tragam muitos outros cheios de sabedoria. lindo poema, parabéns por ele por seus anos!
beijo poeta

Arquivo do blog