Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

sábado, 9 de abril de 2011

A rosa de pano

Maria ria
sem porquê,
nem senão,
com o colo
na pia,
uma tristeza
na mão
apenas sabia
na bolha
de sabão
a vida
que existia.

Um comentário:

Sam disse...

Maria sabia das coisas
bonitas que nas coisas, continham.

Maria sabia ser feliz!

Gostei do ritmo de hoje.

Meu beijo.

Arquivo do blog