Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

quinta-feira, 7 de abril de 2011

une

a corrente
é um ente
querido
entre
o quente
exaurido
e a libido
iminente
de um vazio
sem sentido
igual
dente
perdido
na crente
ilusão
de quem
sente
ardido
os olhos
na perca
indecente
do que
não foi
vendido
nem doado
como gente
que chora
sem razão
rosa
que foi
embora
para
onde
não mora
mas fica
guardado
no coração

2 comentários:

Sam disse...

Esse foi um "engatar no outro"fantástico e num fôlego só.

Gostei :)

Katrina disse...

não só no coração que se guarda isso

Arquivo do blog