Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

domingo, 10 de abril de 2011

Você

De hoje,
vou guardar comigo
seu riso,
que não tem tamanho,
que me lembra todo
nascer de sol,
que ganho de presente
pelas manhãs de outono...
Vou guardar comigo
aquele cochilo,
o seu e o meu,
e o embalo da chuva
que caía lá fora -
vou guardar comigo
toda demora
e o ápice de chegarmos
juntos no fim,
que não foi,
pois depois teve começo
e recomeço.
Vou guardar comigo
o que não é breve,
pois quero que você me leve
sempre no seu olhar.
Enfim, vou guardar comigo
o que não consigo embrulhar,
pois é tão imenso
e atende
pelo nome de você...

Um comentário:

Sam disse...

e que seja feliz, hosana e você.

Arquivo do blog