Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Minha Casa

Vejam só, estou aqui, minha casa e meus amigos, quantos e tantos...
Agora sinto um ar dentro de mim, um ar de tantos versos,
Tantos céus abertos por tantos horizontes, minhas fontes,
Meus medos, meu aconchego.
De repente, uma corrente, um elo, nossos sonhos estão voando por aí,
Meus sorrisos espalhados por essas mãos que escrevem,
Que rabiscam suas fugas, suas saídas, suas preces, suas vidas.
E eu aqui, do meu canto, tímido, sem espanto,
Acompanhando essas linhas, acompanhando o vento fluir...
Eu, sim, estou aqui, estou ainda mais aqui, passeando os olhos
Por beijos, por abraços, por fúrias e indignações, por canções
E imagens que dizem de cada um, um pouco.
E, aproveito a deixa, para agradecer-lhes todos,
Para dizer que é bom estar aqui, é bom sentir um ar enchendo e esvaziando
Os pulmões, sentir que esse tempo que me banha o corpo,
É meu escopo de ser eu, de ser assim, uma quase ternura,
Uma quase procura de me achar.
As horas deitam sobre mim e me fazem dono do infinito
E eu me deito sobre as estrelas e vejo a imensidão
E eu trago nas mãos bilhetes de bons amigos,
E nos bolsos canções que ecoam por dentro da minha caixa de música:
Tum, Tum, Tum, Tum, Tum, 33.
Um pouco de mim em seus olhos.

8 comentários:

Avassaladora disse...

Que belo texto...

"Tantos céus abertos por tantos horizontes, minhas fontes"...

Vc coloca tanto sentimento em suas palavras!

Adoro ler vc!
É como se lesse sua alma...rsrs
Tens uma senbilidade enorme... e gosto disso!


Beijos avassaladores

Sam disse...

Ainnnnnn que merece biss!!! Lá vai...

E os anos amadurecem
Como as boas lembranças
Caminhadas, passos, mudanças
Coisas boas e apenas boas seguem
Frutos de tantas andanças

Ah, podem vir que a alegria é certa
E o que para alguns é tristeza
Para outros é dia de festa
É nobreza
É certeza
Porque só podemos culpar o tempo
Responsável por tanta beleza

Enfim é dia de ano
Mas não ano novo de passagem
É dia de ano desse nosso Menino-Poeta
E que Deus ilumine seus passos sempre na direção certa

E por isto escrevo a mensagem
Porque meu abraço vai longe, voa alto
Porque meu beijo corre ligeiro
Segue pra onde for
Alcança esse moço mineiro
E de volta à São Paulo, se enche mais de cor

Ei,
Gostaria tanto de te fazer sentir meus braços prestigiando-te em apertados abraços
Gostaria de olhar no seu olho
Te trazer um bolo e presentes gigantes
Redondos, quadrados...de todas as formas
Direitas e tortas....em todas as cores e nuances

Espalhar balões pelo ar
Para refletirem a luz emanada do seu poetizar
...Te dizer parabéns
E junto à você e a todos presentes, de corpo ou de coração
Da alegria virarmos reféns

Ahhhhhh Poeta
VOCÊ, embalando palavras da vida
Em todas as horas nos fazendo sorrir, nos fazendo felizes
Você, de tão imensa alma e sensibilidade
Sinceridade?
Tão pequena é esta poesia!

Assim como nos versos que te dedico agora
É pequena diante da minha estima
Diante do meu querer
Diante da minha ansiedade
Da minha imensa vontade
De gritar em estrofes...

PARABÉNS

PRA

VOCÊ!!!!

manzas disse...

Interessante blogue,
Gostei e voltarei...

Sem nada saber
Sem nada dizer
Sem nada falar…
É um simples ser
Que expõem o seu pensar
Proferindo a frase certa…
Ao descrever o seu ver
Distingue-se ao escrever
Como um louco poeta

O abraço…

Tata disse...

Que coisa mais linda!!!!

Esse mundo é mesmo muito bom, a gente acaba esbarrando com pessoas muito especiais, compartilhando histórias, lendo desabafos, amores....e confesso que ADORO!

E ADORO TBM VIR AQUI E LER TUA POESIA SEMPRE INSPIRADA!

bjinhos

* Fada * disse...

*Márcio, que casa linda !!!

*Ótima quinta-feira !!!

*Beijosssssssssssss.

Isa disse...

Gosto muito da tua poesia.
Texto muito lindo.

Muitos Parabéns

HSLO disse...

Sua casa é perfeita!

Belo post, viu.

Jaquelyne disse...

Essa imensa casa que é o nosso corpo, nossa alma, nosso peito!!!
Tanto amor cabe aqui dentro...
Como falar sobre palvras tão lindas?!
Abraço!!

Arquivo do blog