Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Juntar pedaços

Quando a mão se redescobre
Num leve afago e toque,
Quando aquece o ar do coração,
É papel picado que se espalha
Pra depois ser folha de canção.
Quando braços se enlaçam
Num abraço,
Quando olhos enxergam além da razão,
É recorte que forma uma união.
Quando um sorriso
Enxuga uma lágrima,
Quando uma nuvem se dissolve
Em gotas d`água,
É ser um mesmo rio de grande extensão.
Quando as palmas ecoam num salão,
Quando o verbo está num tempo presente
E as fuligens da vida deixadas para trás,
É juntar pedaços de muitas pessoas
Numa mesma mão.

Arquivo do blog