Feed

Assine o Feed e receba os artigos por email

segunda-feira, 7 de abril de 2008

Balise

Para cada sonho de existir
Sendo o trunfo da canção
Versejando a razão que bate em nosso peito.
Há o véu de bons momentos,
Singelos gravetos dessa vida
Ajuntados com muito capricho
Para cercar nossa saudade.
Quando o tempo parecer apenas um fio,
Apenas um rio de muitas águas
Que banha nossa vontade,
Que preenche o coração de bons amigos,
Nossa vida será de grande valia
A cada hora que o verbo nos lembrar.
E, a cada instante que o verso se derramar
Em canteiros de pura poesia
Durando apenas enquanto a mão se estende
Regando com encanto, o quanto pode ser
Do que o sorriso pode explicar,
Tu serás a palavra e o sentimento,
O sabor e a afeição,
A razão do que o momento
Pode oferecer aos olhos da imaginação.

Arquivo do blog